Desertos

Home page Para cima Sonora

 

 

Os  Desertos 

Deserto de Sonora

Deserto de Atacama

Os desertos são, frequentemente, áridos, rochosos e com pouco vegetação. As sementes do capim africano, após dormência prolongada, quando chove, germinam originando novas plantas que crescem, florescem e dão sementes em apenas duas semanas. Outras plantas, como os catos, armazenam água nos caules suculentos e as suas folhas, transformadas em picos reduzem a perda de água. As cadeias alimentares do deserto começam nas plantas. Os pequenos insectos, os gafanhotos, os grilos e similares alimentam-se da parca vegetação.  Muitos dos animais herbívoros obtêm dos alimentos a água que necessitam.  Nos desertos americanos, o lince está no topo da cadeia alimentar, caçando herbívoros como veados e lebres de longas orelhas. Quase todos os animais estão inactivos durante o dia, saindo do seu refúgio à noite para se alimentarem. As principais ameaças à conservação da vida selvagem são as actividades humanas como a caça de animais e a recolha de plantas.

«Ocupando várias áreas do globo, os desertos pertencem aos ecossistemas terrestres. São zonas onde a evaporação excede a precipitação, sendo a pluviosidade média inferior a 25 cm por ano. Resultante da combinação temperatura/ precipitação, podem distinguir-se três tipos de desertos: os tropicais, como o sul do Sahara; os temperados, como o Mojave; os frios, como o  Golby.»

Fonte: «Classificação dos Ecossistemas», Universidade Aberta

«Os desertos são atravessados pelos trópicos. A Sul, o trópico de Câncer atravessa os desertos de Atacama, na América do Sul, da Namíbia e do Calaári, em África, e os desertos da Austrália. A  Norte o trópico de Câncer atravessa os desertos do Sudoeste dos Estados Unidos e do México, o Sahara, o deserto Arábico e o deserto do Tar, na Índia.»

Figura 1

 " No Equador o ar rico em humidade é aquecido pelo Sol e sobe. À medida o ar quente e húmido se afasta do equador, liberta rapidamente a  água sob a forma de chuva. O ar seco, que chega aos trópicos, não leva a humidade suficiente para que daí resulte uma precipitação adequada à fertilidade dos solos e à abundância e diversidade de seres vivos."

Origem:  Adaptação de " How the Earth was made", " O Deserto de Atacama" - Canal História - 21 de Julho de 2011